Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Cristo’

Trabalho de Ian Potts

Dezembro 24, 2007

 

 

Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.” Romanos 12:5

 

E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminênciaColossense 1:18

 

Após de termos considerado quem é o povo de Deus do qual se fala desde o capítulo 9 até o capitulo 11 da carta de Paulo para Romanos; após ter reconhecido aquele povo ordenado e elegido por Deus para a salvação; povo que foi chamado por Deus de ambas raças (Judeus e Gentios), um povo de fé. No capítulo 12 Paulo começa por dirigir esse mesmo povo para a sua caminhada de fé.

 

É importante que se note neste capitulo 12 a forte ênfase sobre o role da fé na vida e caminhada do crente. Paulo não se concentra tanto na conduta exterior do crente mas sim ao factor que governa essa mesma caminhada – Fé.  Qual seja o exortativo da nossa vida a fé é o que a completa e o amor é o seu resultado; sendo ambas as coisas obra de Deus e fruto do Espírito que se revela no interior. Por toda a parte este capítulo a ênfase é colocada não sobre o homem ou seus trabalhos mas sim em Deus e nas Suas obras e sobre a total segurança que o Seu povo possui sobre as obras de Sua graça; por fé o povo de Deus olha para Deus e para as Suas obras com a completa firmeza enquanto andam por este mundo. Existe um constantemente olhar penetrando os céus; note que a mensagem coincide em não fixar em coisas terrestres que um dia irão ser destruídas nem em coisas carnais que os pode causar escuridão mas sim em coisas espirituais; olhando para coisas invisíveis que nunca serão destruídas pela audácia da fé que Deus nos deu e garantiu em Cristo para que não deixemos de acreditar e para que tudo isto nos dê coragem para afrentar as afrontas e tentações da carne.

 

Carne que ainda carregamos neste mundo carnal e obscuro das coisas divinas de Deus em Cristo. Constantemente a rebaixar e a mortificar a carne e elevar Cristo fazendo-o preeminente em todas as coisas e especialmente nos nossos corações. Deus fará tudo pelo Seu povo ou então nada fará. Não podemos conter com as duas coisas ao mesmo tempo.

Se é Deus que luta por nós e o faz em Cristo então é Deus que nos preserva; e se assim é então não andamos pelas nossas forças mas sim pela força de Deus em Cristo.

 

Eis o porquê que Paulo relembra os crentes no final do capítulo 12 para “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.” (12:19). Deus justificou o Seu povo na cruz através do sacrifício do Seu Filho – se assim é será que o Senhor não recompensara? Irá sem dúvidas.

 

A caminhada do povo de Deus é uma de fé pois Deus fará tudo para a salvação do Seu povo. É por esta razão que Paulo leva o leitor para longe daquilo que é carnal e natural para aquilo que é espiritual. Paulo começando por apontar o corpo natural com o seu respectivo serviço para o Senhor. Em seguida dirige a atenção para o corpo espiritual que o povo de Deus para Cristo. Tendo instruído o povo de Deus a não se conformarem com este mundo mas sim para serem transformados pela renovação do entendimento, para que experimentem qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus (12:2), seguindo para os versos 4 e 5 Paulo fala sobre Aquele corpo que o povo de Deus é em Cristo. Aqui o contemplar da fé é erguido daquilo que é natural para aquilo que é espiritual – o Corpo de Cristo.

 

Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação, Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.Romanos 12:4-5

 

Na carta para os Colossenses no capítulo 1:18 Paulo refere-se a Cristo como “Ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.

Aqui Paulo toca suavemente num dos grandes mistérios – o Corpo de Cristo, a Sua Igreja na qual Cristo reside permanentemente. Infelizmente eu não tenho o espaço necessário para poder expandir um pouco mais sobre este tema. Uma exposição no epistolo de efésios provavelmente seria o mais adequado para este fim. De qualquer das formas, um pode fazer a pergunta e o muito bem que o faz: o que é o Corpo de Cristo ‘Igreja’ da forma como Paulo fala aqui nesta passagem? De facto nos dias de hoje de muitas religiões, inúmeras igrejas, crenças e ideais como há cabeças, um deve perguntar quais destas todas qual é a verdadeira igreja? E o que é a Igreja em si?

 

Um povo de adoração… 

 

Consideremos então uns aspectos sobre a igreja e como esta está revelada na palavra de Deus – na Bíblia. Em primeiro lugar como é evidente por aquilo que Paulo assume no capítulo 12 da carta para Romanos a respeito do Corpo de Cristo – a Igreja de Deus não é um edifício. Pode-se congregar num edifício mas não é um edifício físico. A palavra grega para igreja é ‘ekklesia‘ que por sua vez significa ‘assembleia convocada’ ou ‘assembleia de pessoas’. A Igreja de Deus, a Sua Assembleia não é um edifício mas sim o Seu povo que é chamado deste mundo para o adorar, e não só é este povo chamado como é chamado para a comunhão com o Filho de Deus, o Senhor Jesus Cristo.

 

A Igreja de Deus – a Igreja de Cristo – o Corpo de Cristo é um povo que adora Deus “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.João 4:23. Revelados como ekklesia, uma assembleia de pessoas que pertencem a Deus que se unem para adorar Deus em muitas congregações por este mundo fora mas nos olhos de Deus estes são um só povo; Um Corpo; Uma assembleia unida num amor comum para com Deus e assim o adoram. Isto foi tipificado pela nação de Israel do Antigo Testamento como as escrituras revelam que por sua vez foram escolhidas por Deus para o adorar tornando-os como uma figura simbólica daquela Israel espiritual – a Igreja de Deus em Cristo.  

 

A Igreja de Deus é aquele povo que Deus Pai escolheu em Cristo antes de o mundo ter sido feito para a salvação (leia Efésios 1:3-6), do qual Jesus Cristo o Filho de Deus amou e deu a Sua vida (Efésios 5:25) no lugar do Seu povo para que Ele sofresse o julgamento de Deus pelos pecados do povo de Deus para que eles pudessem ter “redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça” (Efésios 1:7). Essas pessoas que são pecadoras por natureza e em inimizade para com Deus seu Criador; esse povo que se encontrava afastado (Efésios 2:17), como está declarado na Bíblia como “estando vós mortos em ofensas e pecados” (Efésios 2:1) estão na vontade de Deus e no tempo por Deus apontado são trazidos de forma a ouvir as Boas Novas de Jesus Cristo, o Evangelho de Cristo que anuncia como o Filho de Deus entrou neste mundo e tendo sido feito carne; tomando a forma humana em perfeita união com a Sua Pessoa Divina em ordem que pudesse viver com os homens pecadores deste mundo para no fim sofrer e morrer no lugar do Seu povo para lhes retirar todo o pecado e o julgamento de Deus que os aguardava. Assim Jesus Cristo revelou como Deus é justo em perdoar os pecados do Seu povo lavando-os e purificando-os, declarando esse povo justo e correcto perante Deus e lhes dar vida eterna em Cristo para que eles possam viver e o adorar para sempre. Note que Deus não olha para o lado quando se refere ao pecado pois Deus é justo mas todos que se encontram em Cristo são puros como Cristo é puro não por obras dos crentes nem por suas autorias mas sim pela graça de Deus em Cristo. Através do anunciar do Evangelho o Espírito Santo causa esse povo a nascer de novo pelo poder de Deus, libertando-os das trevas e da morte originado pelo pecado para a luz e vida do Evangelho de Cristo. É este povo que Deus chama ‘Igreja de Deus’. É esta a ekklesia de Cristo que Ele comprou com grande o preço – com Seu próprio sangue através da Sua morte na cruz no lugar do Seu povo.

 

Povo de Deus… 

 

Então a Igreja de Deus é este povo que Deus escolheu e salvou através da Pessoa e obra do Seu Filho? Claro nada mais, nada menos. Tudo foi concretizado por Deus em Cristo. Este povo nasce de novo pela operação do Espírito Santo quando eles ouvem o Evangelho e acreditam na verdade que revela Cristo e a Sua obra da forma como está revelado e se encontra no Evangelho. Por sua vez este povo se assembleia nas varias localidades para adorar Deus em espírito e em verdade. A palavra de Deus, a Bíblia nos diz imensas coisas acerca da Igreja de Deus. Não só é a igreja referida como sendo de Cristo da qual Ele ama mas como Ele declara em Mateus 16:18 que – “edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;“. Cristo constrói a Sua Igreja e deu a Sua vida por todos aqueles que Deus Pai Lhe entregou como sendo o Seu povo.

Através do anunciar do Evangelho de Cristo pelas bocas dos homens enviados por Deus e através do poder do Espírito Santo, Cristo chama essas pessoas das trevas deste mundo para acreditarem e os reúne a Sua Igreja. Este é um trabalho da graça de Deus que trás o Seu povo a acreditar em Cristo pela Sua vontade e não pela vontade do homem como nos diz em João 6:29 Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou. [Jesus Cristo] “. Da mesma forma está escrito em Efésios 2:4-5Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),“. E se é pela graça então é pela soberana graça de Deus; graça que reina “assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo nosso Senhor.Romanos 5:21 pois a graça de Deus é por nos recebida sem qualquer mérito nosso mas sim um dom de Deus tal como a fé sendo gratuitamente oferecida pela vontade de Deus como sendo SENHOR de tudo e todos – por Cristo o Rei dos Reis. Não só a Igreja pertence a Cristo e foi por Cristo construída como também nos é dito que Cristo é a Cabeça da Igreja.

 

E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.” Efésios 1:22-23   

Aqui neste verso vemos como Cristo preenche tudo tomando residência no coração do Seu povo e na Sua Igreja. Pois a Igreja não é só uma assembleia de pessoas unidas para adorar Deus mas é muito mais do que isso; sendo pelas escrituras revelado como a permanente residência de Deus e Sua habitação – da mesma forma como reside no Corpo de Cristo.

 

Declaramos que a igreja não é um simples edifício físico de pedra e ferro mas de acordo com a palavra de Deus na Bíblia nos é dito que Deus faz a Sua habitação no Seu povo, por Cristo em Espírito residindo nos corações de todos aqueles que derramou o Seu precioso sangue e deu a Sua vida por eles. Pela fé Cristo reside nesses corações “O Deus que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens;” Atos 17:24 pois o povo de Deus é a Sua residência e habitação “No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.Efésios 2:21-22.

 

Então vemos que a igreja de Deus é aquele povo que foi chamado por Deus para o adorarem; povo este que Cristo deu a Sua vida e amor. A igreja é de Cristo e Cristo e a sua Cabeça; Ele reside nela e é Cristo que a governa e a constrói e o faz através do anunciar do Seu Evangelho que a Bíblia descreve como sendo o ” poder de Deus para a Salvação de todo aqueles que crêRomanos 1:16. É pelo anunciar do Evangelho que Cristo constrói a Sua Igreja e a aumenta e a fortalece. Paulo descreve a Igreja de Cristo como “a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade.” 1Tomóteo 3:15 também como da “família de Deus” sendo “Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina;” toda essa fundação, todo esse ensinamento de Deus sobre Cristo que foi declarado pelos apóstolos e profetas de antiguidade é agora para nós proclamado através e no Evangelho de Cristo.

 

Eis que o anunciar do Evangelho e o anunciar da palavra de Deus em si e por si não é a forma única para o qual Deus usa para salvar o Seu povo mas sim é desta forma que a Sua Igreja é construída e constantemente alimentada e forma todas as bases de adoração a Deus. Pois existem outros factores tal como a operação do Espírito Santo no coração dos crentes.

 

Porque todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: SENHOR, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.Romanos 10:13-17      

      

…Que adoram em espírito e em verdade       

 

Tendo perguntado o que é a igreja de Deus agora também podemos ponderar como é que a igreja adora Deus quando se assembleia.

 

Ao contrário daquilo que nos dias de hoje se qualifica e por muitos é assumido ser adoração a Deus. Quem são estes que assumem ou presumem adorar Deus? As várias organizações religiosas deste mundo. Eu pretendo mostrar que varias destas formas não são nada mais do que cerimónias pomposas nas suas formas rituais cheias de sentimentos exteriores que me dá mais vontade de vomitar que outra coisa. O que leva qualquer verdadeiro crente em Deus a conclusão que essas organizações não são nada mais do que entretimento religiosos. E digo isto porque elas se manifestam completamente contrário daquilo que as escrituras atribui a respeito da igreja de Deus e a respeito da pura adoração a Deus que na sua forma verdadeira não só é simples mas como é sem cerimónia. O ponto principal ou digamos o coração da verdadeira adoração a Deus cai sobre Cristo. Cristo é o ponto central dessa mesma assembleia. É a razão pela qual ela se reúne e nada mais. Tudo para além disto é invenção humana cheia de hipocrisia e erro. Se aquilo que vemos neste mundo religioso ultrapassa aquilo que se encontra na palavra de Deus, então é razoável assumir que tudo não passa de ser simplesmente inútil e fútil para as almas que caminham em direcção do inferno. A igreja é um só Corpo em Cristo, simplesmente dito, Cristo é tudo…

 

 “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” João 4:23-24     

Numa altura Cristo andou neste mundo na Sua forma física mas agora após tendo morrido, ressuscitado e subindo aos céus, Cristo está sentado em glória a direita do Pai, apesar de não se apresentar na Sua forma física neste mundo Ele reside colectivamente no Seu povo como sendo um só corpo nesta terra do qual “ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.” Especialmente quando o Seu povo se reúne “todos concordemente no mesmo lugar” (Atos 2:1). Que glorioso mistério.

 

Cristo nosso Senhor se encontra com o Seu povo desta forma muito particular e brilhante. Através do Seu Espírito e quando o Seu povo se reúne como um só corpo. Cristo nos diz em Mateus 28:20e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Sendo esta promessa feita pelo nosso Rei temos de acreditar e assumir que é verdadeira e também da qual podemos apreciar com um real e especial carinho e em reverencia pela Sua Pessoa. Repare que a presença de Cristo é manifesta não fisicamente mas sim pela presença do Espírito Santo quando o Seu povo que por Ele foi salvo se reúne para o adorar na união do Espírito Santo.

 

A verdadeira adoração é amar e adorar Cristo sendo Ele a cabeça do corpo da igreja no qual Deus revelou ao homem. Sendo isto um acto de fé exercitado pelo amor (Gálatas 5:6), que nasce do novo coração do crente. Nós não podemos adorar a quem não conhecemos como já vimos em Romanos 10. Para que possamos receber o verdadeiro conhecimento de Deus como Pai, Filho e Espírito Santo resultando na verdadeira crença e adoração teremos de ouvir o anunciar do único e verdadeiro Evangelho de Cristo no poder de Deus pela obra do Espírito Santo. Eis o ponto central de toda a verdadeira adoração – o apregoar de Cristo e ele crucificado. Anunciar a verdade que se encontra em Jesus Cristo no Seu Evangelho produzindo pura adoração nos corações do povo de Deus para com Deus. Qual seja a adoração oferecida a Deus incluindo orações e louvores se tornam inúteis e sem qualquer significado se não soubermos de quem cantamos louvores e para quem rezamos e adoramos. A verdadeira adoração a Deus não é construída sobre cerimónias ou formas rituais nem muito menos entretimento das massas mas sim um agarrar de Cristo pelo espírito com focos em Deus como é anunciado no Evangelho. A verdadeira adoração não se estabelece numa forma exterior mas sim num exercício espiritual procedente do coração com amor através da fé para com Deus e Seu Filho – o Senhor Jesus Cristo. É este exercício espiritual que mantém a igreja unida como um só Corpo em Cristo que por vez reside individualmente pelos Seus membros formando um só Corpo concentrando-os pela fé sendo Cristo a cabeça desse Corpo a vida e a força.

 

Em ordem de se poder assegurar a harmonia no anunciar do Evangelho nas assembleias do povo de Deus e para que haja um livre curso do mesmo sem qualquer tipo de barreiras e para que o povo de Deus se concentre em Cristo e no Seu trabalho. Deus oferece ao Seu povo instrução que se encontra na Bíblia para como o adorar. Exemplo a carta para 1 Coríntios e a de 1 Timóteo como as várias ordenanças na igreja sendo estas imagens e figuras de Cristo e do Seu trabalho. Ordenanças que inclui o baptismo pelo qual todos aqueles que são levados á fé em Cristo se submetem declarando essa mesma fé em público confessando o Nome de Cristo. Esta figura representada através do baptismo submergido nas águas figura o crente em ter sido juntamente enterrado com Cristo na morte e com Cristo ter sido ressuscitado para o Reino dos Vivos assim confessando que todos os seus pecados foram lavados pelo sangue de Cristo. (veja Romanos 6).

 

De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas,” Atos 2:41

Estes recentes crentes após de terem sido baptizados se reuniam para adorar e o mais importante que infelizmente no caso de muitos não acontece “perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.” Atos 2:42 leia bem perseveraram-se nas doutrinas dos apóstolos; não em teologia dos académicos que recentemente graduaram das varias universidades ou escolas deste mundo secular ou tradições humanas. Não meu caro leitor, aqueles crentes perseveravam nas doutrinas apostólicas o apregoar do Evangelho de Cristo coisa que pouco se ouve nos dias de hoje.

 

Não só a igreja é comandada a guardar e relembrar a ordenança do baptismo como também a ordenança da ‘Ultima Ceia’ afim de podermos relembrar o derrame do Sangue do Senhor e o quebrar do Seu Corpo pelo povo de Deus. Paulo e ensina a sua importância e significado marcando as várias regras nesta ordenança e para como se deve aproximar-se de Deus em adoração. Estas regras encontram-se no epistolo para Coríntios 11:23-26,

 

Porque eu recebi do SENHOR o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.

 

Aqui podemos ver quanto é poderosa a figura do simples acto de relembrar a ‘Ultima Ceia do Senhor’, do partir do pão e do beber do vinho, da morte do Senhor por pecadores do qual o Seu Corpo foi quebrado e o Seu sangue derramado para que Ele os redimisse de todos os pecados. Sempre que a igreja se reúna para que “todas as vezes comerdes este pão e beberdes este cálice” os crentes anunciem “a morte do Senhor, até que venha“. Um simples acto mas uma relembrança maravilhosa de Cristo e da Sua obra para salvar pecadores.

 

Neste mesmo capítulo encontramos uma outra ordenança não menos importante a qual Deus deu para a Sua igreja afim de marcar uma simples mas vital verdade – essa verdade sendo a superioridade de Cristo sobre a igreja como sendo Senhor de tudo. No capítulo 11 verso 3-5 Deus Espírito Santo declara

 

Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo. Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça. Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.

 

Cristo é Senhor da Sua igreja ‘Cabeça’ essa igreja por vezes na Bíblia é chamada por Noiva. Por esta razão e para marcar claramente esta verdade aqui nesta passagem na carta de coríntios nós somos recordados da ordem de Deus, de Cristo sendo a Cabeça e Senhor sobre a Sua igreja, como Cristo é a cabeça de todo o homem e o homem a cabeça da mulher. Esta relação entre o homem e a mulher sendo um reflexo da relação de Cristo com a Sua Noiva a igreja e em ordem de poder marcar esta mesma aparência entre estas duas analogias Deus providenciou esta simples ordenança. Para o homem adorar com a sua cabeça descoberta e para a mulher adorar o Senhor com a cabeça coberta. Que tremenda verdade que aqui é revelada de uma forma simples mas com grande significado. E é por esta razão da qual Cristãos que se reúnem na igreja para adorar são educadamente advertidos; se for mulher para colocar (chapéu ou véu) e da mesma forma se for homem para retirar se tiver chapéu. Pois por simples obediência em fazer isto a assembleia da igreja plenamente declara a sua vontade em submeter-se ou reinado do Senhor sobre a Sua Noiva (o Seu povo) e a Sua autoridade entre eles e juntamente com o facto que a Sua Noiva a igreja se aproxima diante de Deus tendo a sua nudez coberta e os pecados cobertos pelo sangue de Cristo.

 

Por estas simples ordenanças na igreja de Deus grandes são as verdades declaradas e expostas. Se houver quem pergunte porque é que nos baptizamos? Nós podemos declarar que ao fazer mostramos a morte e ressurreição dos crentes em Cristo. Se alguém ponderar sobre o significado do pão e do vinho, nós que acreditamos na verdade dizemos que simboliza a morte do nosso Senhor Jesus Cristo revelando o Seu Corpo quebrado e o Seu sangue derramado por pecadores. E se alguém interrogar o porquê de as mulheres terem as cabeças cobertas e os homens não, novamente afirmamos que simboliza e demonstra a nossa obediência ao Senhor sendo Ele a cabeça da igreja, a Sua autoridade sobre ela e assim proclamando a Sua centralidade. Deus não nos deu muitos requerimentos a cumprir na forma e função exterior da Sua igreja mas a Sua sabedoria nestas ordenanças marca de forma gloriosa as verdades referente a Cristo e obra para e na Sua ekklesia – essas mesmas verdades que vemos reveladas na palavra e nas doutrinas contidas quando Cristo é apregoado no Evangelho. É o anunciar destas mesmas verdades concentradas nas ordenanças que ajudam a manter a verdadeira adoração. Pois foi sempre do bom agrado do Pai em procurar pessoas que adoram em espírito (João 4:23), e para que essa adoração seja verdadeira a verdade têm que ser proclamada. É o anunciar da verdade que há em Cristo no Evangelho pelo poder do Espírito Santo que Cristo constrói e assembleia a Sua igreja como uma só singular companhia – os Seus elegidos; que quando ouviram Cristo anunciado no Evangelho receberam fé pela obra de Deus Espírito Santo para oferecerem adoração a Cristo que os amou e deu-se a si mesmo na cruz (Gálatas 2:21). Mas que grandioso Salvador que o Evangelho descreve. Cristo tendo amado todos que o Pai lhe entregou deu a Sua própria vida em troca por a deles para os salvar “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” Romanos 5:8 

 

A Igreja do Deus Vivo 

 

Voltando novamente a pergunta original – o que é a igreja? O Corpo de Cristo.

A igreja é todas aquelas pessoas chamadas pelo Evangelho de Cristo pela obra do Espírito Santo que ainda estão neste mundo para adorar Deus honrar e dar gloria a Cristo. A verdadeira igreja de Deus não é nenhum edifício ou qualquer outra coisa que o homem pela sua impertinência e arrogância cria com as suas próprias mãos e depois se orgulha sem medida mas sim o que Cristo cria (não é Cristo o criador do mundo e do universo, tal como na criação de tudo a igreja é criada por Cristo sem ele nada é feito e o que foi feito sem ele será no final destruído tal como todos aqueles que não se dobram e confessam que Ele é Rei e Senhor para a Gloria de Deus Pai). Através do apregoar da palavra de Cristo que Cristo é tudo sendo a cabeça e Senhor da Sua Igreja que Lhe foi entregue pelo Pai como sendo a Sua Noiva antes da criação do mundo que nos tempos finais sofreu derramando o Seu puro-sangue oferecendo o Seu perfeito Corpo como sacrifício por todos aqueles que formam a Sua Igreja, a Sua Noiva, (e Zion a Mãe de todos nós que acreditamos, Jerusalém celestial) e que agora os pelo Sangue de Cristo esse povo de Zion é purificado e feitos perfeitos tal como Ele é perfeito. Agora estando sempre presente em Espírito no meio de todos aqueles que pertencem a Sua igreja nunca os deixara sós mas tornando-se a vida e força desse mesmo Corpo assegurando-os pelo poder da Sua palavra tal como o resto da criação, universo. Esta Igreja do Deus vivente é uma companhia de pessoas com um número que homem nenhum pode numerar mas que em conjunto adoram o Deus que vive e habita no Céu, ‘monte espiritual que é Sião. “Cantai louvores ao SENHOR, que habita em Sião; anunciai entre os povos os seus feitos.” Salmos 9:11  

Eles adoram Deus em espírito e em verdade tendo essa verdade proclamada entre eles pelo anunciar do Evangelho de Cristo como sendo ‘a coluna e firmeza da verdade.‘. tal como o Senhor Jesus Cristo enquanto andava neste mundo disse a mulher que se encontrava no poço afim de poder extrair agua para matar a cede – “Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.” João 4:21-23

 

Note caro leitor o que o Senhor afirma logo a seguir “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.João 4:24

 

Esta é a Igreja de Deus e outra coisa qualquer curta desta mesma verdade ou ao contrário é nada mais do que uma falsificação.

Mas dêem graças ao Senhor Deus eterno que Ele continua a construir a Sua igreja e não deixa este mesmo trabalho a homem nenhum. Mas é Deus que a constrói através do poder da Sua palavra através do anunciar do Evangelho de Cristo, até mesmo nos dias de hoje.

Adicionando mais pessoas de acordo com o Seu propósito eterno e esses que são adicionados servem uns aos outros em amor e caridade tal como Cristo nos amou. Juntos servimos o Senhor e o adoramos porque Ele é Deus Pai, Filho e Espírito Santo em um só Deus e só a Ele – Cristo a Cabeça desse Corpo o Salvador o Senhor Jesus Cristo a qual pertence o nosso serviço e adoração.

 

Que Deus se agrade em enviar o Seu Evangelho proclamando a mensagem deste grande e maravilhoso Salvador juntamente com a Sua graça resgatando pecadores impressionados pelo domínio do pecado, debaixo da condenação da lei para que eles sejam libertos pelo poder da Sua palavra e para que o sirvam em espírito e em verdade.                               

 

“E andarei no meio de vós, e eu vos serei por Deus, e vós me sereis por povo.” Levítico 26:12

                                                                                  

Amem.

Anúncios

Read Full Post »